ESCOLA CLASSE CRIXÁ

Para esta escola, foi proposto a abordagem do pátio como um espaço multiplicador de possibilidades, em várias configurações entremeando os edifícios. Para articular todas estas micro zonas, uma alameda arborizada se desenvolve como um eixo que organiza não apenas a interligação dos pátios, mas o próprio partido arquitetônico. A quadra poliesportiva ocupa posição central, voltada para a via arterial como um equipamento de uso compartilhado entre a escola e a comunidade, apto a ativar o espaço esportivo como lugar de interações sociais no bairro. A materialidade busca a vedação em tijolo aparente, que evoca significados intrínsecos a ele, como a solidez, o acolhimento táctil e visual, o caráter tectônico na expressão construtiva.

 

­_ For this school, it was proposed to approach the patio as a multiplier of possibilities, in various configurations interspersing the buildings. To articulate all these micro zones, a pathway develops as an axis that organizes not only the interconnection of the patios, but the architectural part itself. The multisport court occupies a central position, facing the arterial route as an equipment for shared use between the school and the community, able to activate the sports space as a place for social interactions in the neighborhood. The materiality seeks the sealing in apparent brick, which evokes meanings intrinsic to it, such as solidity, tactile and visual reception, the tectonic character in constructive expression.
• concurso nacional de arquitetura. 3º colocado entre 64 propostas.
 
Equipe Alessandro Yamada, Danilo Akio, Edoardo Quatrucci, Lucas Bochnie, Nicolas Marques, Yuri Vasconcelos
Ilustrações Danilo Akio
4.900 m2
 
2018 . sol nascente . df . br

2016 YVA ARQUITETURA